FANDOM


Spyro the Dragon (ス パ イ ロ · ザ · ド ラ ゴ ン) é um jogo de vídeo de plataforma desenvolvido pela Insomniac Games, e lançado em 10 de setembro de 1998 na América do Norte para o PlayStation. Na história do jogo Spyro, um pequeno dragão roxo, deve derrotar um monstro chamado Gnasty Gnorc que pretende tomar o controle do mundo dos dragões a fim de obter mais poder. É o primeiro jogo da série. Em 29 de outubro de 2007, o jogo foi disponibilizado para PlayStation 3, PSP e PS Vita na PlayStation Store.

Jogo Editar

Spyro é um pequeno dragão que vive em seu mundo com seus amigos dragões. Nessa mesma época, vivia em seu mundo um monstro malvado chamado Gnasty Gnorc que pretendia tomar o controle do mundo dos dragões a fim de obter mais poder.

Seus planos só seriam concretizados se ele conseguisse se livrar dos dragões que viviam lá para poder criar o mundo dos gnorcs. Com sua magia ele transformou todas as jóias do mundo dos dragões em gnorcs para servir como seus súditos. Por outro lado, os dragões não aceitavam essa condição, então desafiaram Gnasty Gnorc. Antes mesmo de os dragões se defenderem, ele os transformou em estátuas de gelo e os espalharam por 6 partes do mundo dos dragões.

Milagrosamente, devido seu tamanho, Spyro conseguiu escapar despercebido aos olhos de Gnasty Gnorc e era sua missão, dali em diante, trazer de volta os dragões e recuperar as jóias derrotando os soldados de Gnasty Gnorc e aprender mais sobre seus poderes antes de lutar cara-a-cara com Gnasty Gnorc.

Spyro percorre por mais de 30 locações do mundo dos dragões para libertar 80 dragões que foram transformados em estátuas e recuperar 14.000 jóias espalhadas pelos mundos, sendo que algumas estavam sob a forma de gnorcs.[1]

Mundos Editar

O jogo se passa em Dragons Realms, um mundo extenso de muita diversidade topográfica e biológica, estruturas ornamentadas e tesouro abundante. Contém seis mundos domésticos, dos quais cinco são nomeados para o clã dos dragões que residem lá:

Spyro pode navegar de um mundo de origem para outro, completando uma tarefa específica que lhe é dada por um dos balonistas desse mundo. Por exemplo, coletar um certo número de gemas ou liberar um certo número de dragões lhe dará acesso ao próximo mundo.

Cada mundo tem seu próprio conjunto de reinos que podem ser acessados ​​através de portais em arcos espalhados por todo o mundo natal. Uma vez em um reino, o Spyro pode retornar ao mundo natal, encontrando e entrando na plataforma especial do reino ou fazendo uma pausa no jogo e selecionando "Nível de saída".

Personagens Editar

  • Spyro the Dragon - Interpretado por Carlos Alazraqui
  • Sparx the Dragonfly - Interpretado por Andre Sogliuzzo
  • Gnasty Gnorc - Interpretado por Michael Gough
  • Dragões -Interpretado por Clancy Brown, Carlos Alazraqui, Michael Gough, Jamie Alcroft, e Michael Conner

Chefes Editar

  • Toasty (Artisans Boss)
  • Doctor Shemp (Peace Keepers Boss)
  • Blowhard (Magic Crafters Boss)
  • Metalhead (Beast Makers Boss)
  • Jacques (Dream Weavers Boss)
  • Gnasty Gnorc (Gnorc Gnexus Boss)

História Editar

A aventura começa no mundo de Artians (presumivelmente na casa de Spyro) em Stone Hill no dia em que os dragões mais velhos, Astor e Lindar, estão sendo entrevistados para um documentário de vídeo sobre seu mundo. Gnasty Gnorc (pronunciado Nasty Norc), que anteriormente tinham banido há muito tempo de Dragon Realms, de alguma forma, ouve seus comentários depreciativos sobre ele e fica bastante chateado. Enquanto no exílio, Gnasty Gnorc experimentou a magia e, neste dia fatídico, ele decide libertar vingadamente dois de seus feitiços mais poderosos: um que congela todos os dragões inocentes dentro de estátuas cristalinas e outro que transforma uma porção do tesouro dos dragões em um exército de gnorcs.

No entanto, Gnasty Gnorc perde o dragão mais novo no reino, Spyro (que foi visto perseguindo ovelhas no fundo durante o documentário dos dragões), por causa de seu tamanho pequeno. Buscando arrumar as coisas, a Spyro pretende liberar todos os dragões. Viajando pelos Reinos do Dragão, Spyro enfrenta vários adversários e eventualmente consegue liberar todos os dragões, que lhe dão conselhos em troca.

Spyro finalmente chega onde Gnasty está esperando. Depois de uma batalha, Spyro derrota Gnasty, pondo fim a sua trama malvada de uma vez por todas.

Fases Editar

Artisans Editar

Peace Keepers Editar

Magic Crafters Editar

Beast Makers Editar

Dream Weavers Editar

Gnasty's World/Gnorc Gnexus Editar

Gnasty's World/Gnorc Gnexus

Recepção Editar

A GameSpot avaliou o jogo como 8.3, descrevendo-o como tendo gráficos muito bons para o seu tempo e sendo um dos primeiros jogos de plataformas 3D bem recebidas para o primeiro PlayStation. O jogo também foi elogiado por sua jogabilidade e trilha sonora altamente memorável. Embora o jogo possa ser muito fácil para alguns, é considerado um ótimo lugar para começar na série Spyro ou nos videogames em geral.

Galeria Editar

Trailer Editar

Spyro the Dragon - Trailer - 1998

Spyro the Dragon - Trailer - 1998

Curiosidades Editar

  • Stewart Copeland, ex-baterista da banda The Police, compôs a trilha sonora do jogo.
  • A produção do jogo começou logo após o lançamento do primeiro jogo de Crash Bandicoot.
  • Charles Zembillas desenvolveu o design de todos os personagens do jogo.
  • Durante o desenvolvimento do jogo, Spyro era verde. No entanto, os desenvolvedores o tornaram roxo para ele não se misturar com a cor da grama.
  • Em 2002, o jogo foi relançado, juntamente com Spyro 2: Ripto's Rage e Spyro: Year of the Dragon, como uma trilogia de edição de colecionadores.
  • Quando o jogo foi exibido ao público japonês em 1998, houve inúmeros relatos de mal-estar porque o jogo era muito rápido, então teve que ser desacelerado na versão japonesa. A câmera também teve que ser alterada na versão japonesa devido a dores de cabeça e enjoo.
  • O jogo tem uma versão de demo de Crash Bandicoot 3: Warped. Para iniciá-lo, você precisa pressionar o L1 e Triângulo na tela de título.
  • No versão japonesa, há placas espalhadas por todo o jogo, que geralmente são instruções sobre como controlar o Spyro.
  • A voz japonesa de Spyro foi feita por uma atriz chamada Akiko Yajima.
  • No final dos créditos, diz: "Nenhuma ovelha foi prejudicada durante a criação deste jogo. Alguns gnorcs, mas nenhuma ovelha". Este é uma referência aos comerciais do jogo, onde uma ovelha descontente estava protestando pela suposta violência de Spyro em relação a ovelhas.

Referências Editar

  1. http://dragonsbandicoots.com/SPYRO1.HTM


mw-collapsible mw-collapsed</spam>